Resenha: Sombra e Ossos - Leigh Bardugo

Sinopse:

Alina Starkov nunca esperou muito da vida. Órfã de guerra, ela tem uma única certeza: o apoio de seu melhor amigo, Maly, e sua inconveniente paixão por ele. Cartógrafa de seu regimento militar, em uma das expedições que precisa fazer à Dobra das Sombras – uma faixa anômala de escuridão repleta dos temíveis predadores volcras –, Alina vê Maly ser atacado pelos monstros e ficar brutalmente ferido. Seu instinto a leva a protegê-lo, quando inesperadamente ela vê revelado um poder latente que nunca suspeitou ter.
A partir disso, é arrancada de seu mundo conhecido e levada da corte real para ser treinada como um dos Grishas, a elite mágica liderada pelo misterioso Darkling. Com o extraordinário poder de Alina em seu arsenal, ele acredita que poderá finalmente destruir a Dobra das Sombras.

Agora, ela terá de dominar e aprimorar seu dom especial e de algum modo adaptar-se à sua nova vida sem Maly. Mas nesse extravagante mundo nada é o que parece. As sombrias ameaças ao reino crescem cada vez mais, assim como a atração de Alina pelo Darkling, e ela acabará descobrindo um segredo que poderá dividir seu coração – e seu mundo – em dois. E isso pode determinar sua ruína ou seu triunfo.






Escolhi ler Sombra e Ossos logo depois de terminar de ler Cidade do Fogo Celestial. Ainda estava sofrendo com o final da série Os Instrumentos Mortais e precisava de uma leitura rápida e que me prendesse. Li o livro em menos de dois dias e me apaixonei pela história.


Uma coisa que não acontece comigo frequentemente é sentir empatia pela personagem principal, tenho alguns problemas com personagens principais dramáticas demais, mas em Sombra e Ossos foi completamente diferente. Alina Starkov não é aquela típica personagem feminina cheia dos mimimis, apesar de ter suas inseguranças, nós vemos que ao longo do desenvolvimento da narrativa ela evolui bastante. Ela passa a aceitar os seus poderes e se esforça bastante para que eles se desenvolvam. Mas definitivamente o meu personagem favorito da história foi o Darkling. O Grisha mais poderoso de Ravka é um personagem bastante complexo e misterioso. Eu a todo o momento ficava questionando suas ações, se eram certas ou erradas, se ele era do bem ou do mal. 


A mitologia criada pela Leigh Bardugo é fantástica e muito bem trabalhada através dos personagens e do ambiente onde a história se passa. Fiquei chocada em descobrir que esse era o livro de estreia da autora.


O desfecho do livro foi incrível, não era nada do que eu esperava e me deixou de queixo caído. Agora estou desesperada para ler Sol e Tormenta, continuação da trilogia.

Livro: Sombra e Ossos       
Autor(a): Leigh Bardugo    
Editora: Gutenberg
Número de Páginas: 288
Classificação: 

0 comentários:

Deixe seu comentário