Resenha: O Oceano no Fim do Caminho - Neil Gaiman


Sinopse:

Foi há quarenta anos, agora ele lembra muito bem. Quando os tempos ficaram difíceis e os pais decidiram que o quarto do alto da escada, que antes era dele, passaria a receber hóspedes. Ele só tinha sete anos. Um dos inquilinos foi o minerador de opala. O homem que certa noite roubou o carro da família e, ali dentro, parado num caminho deserto, cometeu suicídio. O homem cujo ato desesperado despertou forças que jamais deveriam ter sido perturbadas. Forças que não são deste mundo. Um horror primordial, sem controle, que foi libertado e passou a tomar os sonhos e a realidade das pessoas, inclusive os do menino. Ele sabia que os adultos não conseguiriam — e não deveriam — compreender os eventos que se desdobravam tão perto de casa. Sua família, ingenuamente envolvida e usada na batalha, estava em perigo, e somente o menino era capaz de perceber isso. A responsabilidade inescapável de defender seus entes queridos fez com que ele recorresse à única salvação possível: as três mulheres que moravam no fim do caminho. O lugar onde ele viu seu primeiro oceano.

O livro é narrado pelo próprio protagonista e em nenhum momento da história nós chegamos a descobrir o nome dele. Pois bem, a história se inicia quando esse protagonista voltando de um velório na sua antiga cidade natal acaba indo parar na velha casa da fazenda das Hempstock.  Ali, observando o lago, chamado de Oceano pelas moradoras da casa, ele começa a se lembrar de acontecimentos da sua infância. Acontecimentos que ocorrem há quarenta anos, quando ele tinha apenas 7 anos, nenhum amigo e apenas a companhia dos seus livros.


Seus pais estavam passando por um período de dificuldade financeira e tiveram que alugar o seu quarto. E é assim que o minerador de Opala chega a sua casa e desencadeia uma série de eventos que mudaram profundamente a vida dele. O minerador de Opala rouba o carro do pai do protagonista e o abandona em uma estradinha, onde acaba cometendo suicídio. Ali naquela estradinha e na fazenda no fim dela, o personagem principal acaba conhecendo as Hempstock: Lettie Hempstock, a Senhora Hempstock e a Velha Senhora Hempstock.


Não há dúvidas de que a escrita do Neil Gaiman é fantástica e os personagens criados por ele são riquíssimos. Fiquei fascinada pelo modo como o narrador, quando criança, enxerga o mundo e o modo como ele enxerga os adultos, principalmente os pais.  


Olha, preciso ser sincera e dizer que apesar de ter gostado bastante do livro, não foi um que eu realmente amei. Fiquei extremamente frustrada com isso, pois tinha grandes expectativas. Por ser um livro tão curtinho e eu ter demorado tanto tempo lendo ele, acabei me desanimando um pouco. Espero que ao ler suas outras obras isso não aconteça de novo.


Livro: O Oceano no Fim do Caminho
Autor(a): Neil Gaiman
Editora: Intrínseca
Número de Páginas: 208
Classificação:


0 comentários:

Deixe seu comentário