Resenha: Sonhos com Deuses e Monstros - Laini Taylor

 Sinopse:

Dois mundos se equilibram na iminência de uma terrível guerra. Na Terra, os humanos recebem com êxtase os anjos e seu imperador, que pretendem angariar armas para um combate maligno. Jael nem desconfia de que, em Eretz, quimeras e Ilegítimos ensaiam unir forças na tentativa de alcançar a paz.
Karou assumiu o controle da rebelião quimera e, ao menos na batalha contra o inimigo em comum, está, finalmente, ao lado de Akiva. É uma versão distorcida do tão antigo sonho dos dois, uma esperança de futuro para seus povos. E, talvez, para o amor que eles sentem renascer.


Começo essa resenha dizendo: NÃO CONSIGO ACREDITAR QUE TERMINOU :( Eu estava ansiosa há tempos para ler o final dessa trilogia e tive que me segurar para não ler em inglês. Com muita luta e muita espera eu consegui. E posso dizer uma coisa? Valeu a pena. Os dois primeiros livros são fantásticos, mas Laini Taylor conseguiu se superar e encerrou brilhantemente a trilogia.
Jael, tio de Akiva e agora Imperador dos Serafins, descobriu através de Razgut um portal que leva até a terra. Ele e os seus soldados atravessaram esse portal afim de conseguir armas para destruir um inimigo: os Stelian. Depois de séculos de guerra, Anjos e Quimeras se unem para combater um inimigo em comum: Jael e seus soldados. Eles querem impedir que o general consiga essas armas e traga mais destruição para os dois mundos, a Terra e Eretz.

Após séculos de animosidade Quimeras e Serafins enfim são aliados. De um lado Karou e o Lobo Branco, que na verdade é Ziri, comandam o exército de Quimeras, ao mesmo tempo em que tentam esconder esse segredo. Do outro lado está, Akiva e os seus irmãos Ilegítimos. No começo essa aliança é um pouco complicada, afinal são séculos de guerras, onde um via o outro como inimigo. Mas tanto Karou quanto Akiva tem esperanças de que isso seja o início do tão esperado sonho deles, de que Quimeras e Serafins possam finalmente conviver pacificamente juntos.
Zuzana e Mik estão junto com eles e ambos são responsáveis pelas cenas mais engraçadas do livro. A personalidade da Zuzana é incrível, mesmo sendo pequenininha ela não se deixa intimidar e conquista o respeito da maioria das Quimeras. Akiva e Karou são uns dos meus personagens favoritos. É impossível você não torcer por eles/ sofrer junto com eles. E ah, como eu sofri. Mas o destaque definitivamente fica com Liraz, a irmã de Akiva. Treinada a vida inteira para ser impiedosa e letal, após a perda do seu irmão Hazael, ela começa a questionar tudo aquilo que lhe foi ensinado e passa a se abrir para sentimentos que ela nunca ousou sentir.
Nesse volume nos é apresentado a personagem Eliza. Ela é uma garota humana que tem pesadelos com feras e que foge dos segredos do seu passado. Laini construiu uma narrativa tão perfeita que tudo se entrelaça. Nenhuma ponta foi deixada solta. O fato da história ser narrada por múltiplos pontos de vista faz com que nós tenhamos uma visão geral do que está acontecendo, o que só enriqueceu mais a leitura.
Laini conseguiu finalizar belamente a trilogia, mas os acontecimentos do final do livro servem como base para um possível spin-off. E eu espero realmente que ela o escreva, porque ainda não estou pronta para me despedir de Eretz, das Quimeras e dos Serafins.
Livro: Sonhos com Deuses e Monstros
Autor(a): Laini Taylor
Editora: Intrínseca
Número de Páginas: 558
Classificação:

0 comentários:

Deixe seu comentário