Resenha: Ladrões de Sonhos - Maggie Stiefvater


Sinopse:

Ao lado de Blue, os garotos corvos — o privilegiado Gansey, o torturado Adam, o espectral Noah e o sombrio e perigoso Ronan — continuam sua busca pelo lendário rei galês Glendower. Mas suas explorações enfrentam um duro contratempo conforme segredos, sonhos e pesadelos começam a enfraquecer a linha ley — um canal invisível de energia que conecta lugares sagrados e que pode levá-los até o rei.

Será por isso que a floresta mística de Cabeswater sumiu inexplicavelmente? Quem é o misterioso Homem Cinzento e por que ele está procurando o Greywaren, uma relíquia que permite tirar objetos de sonhos? E o que isso tem a ver com o indecifrável Ronan?
Conforme Blue e os garotos corvos procuram respostas a essas e outras questões, o perigo que os envolve se torna cada vez mais real, e será preciso apostar todas as fichas nessa aventura enigmática.


Blue e os Garotos Corvos, Gansey, Adam, Noah e Ronan moram na cidade de Henrietta na Virgínia. Pela cidade passa a Linha Ley, um canal de energia que conecta vários lugares sagrados e onde um rei galês pode estar possivelmente enterrado. Encontrar esse tal rei, Glendower, é a missão mais importante da vida de Gansey.

No final de Os Garotos corvos, Adam consegue despertar a linha ley, mas isso as custas de um sacrifício, ele passará a ser os olhos e os ouvidos do lugar, mesmo que ele não saiba exatamente o que isso significa. Agora algumas coisas estranhas estão acontecendo na cidade, várias explosões de energia, além do desaparecimento de Cabeswater, uma floresta mágica e uma das principais pistas do paradeiro de Glendower. Para complicar ainda mais as coisas, Ronan conta um dos seus mais preciosos segredos: ele é capaz de tirar coisas dos seus sonhos.

Um misterioso homem chega a pacata cidade de Henrietta em busca do Greywaren, um misterioso objeto, e ele não é o único. Várias pessoas sabem da linha ley, o que só torna a difícil tarefa de encontrar Glendower mais complicada e perigosa.

Ladrões de Sonhos foi bem mais voltado para a história do Ronan Lynch e sua habilidade de tirar coisas dos sonhos. Logo ele percebe que não é o único com essa estranha habilidade e que pode estar correndo um grave perigo por causa disso.

Esses livros podem ser um tanto quanto difíceis de se ler no começo. A autora não perde tempo retomando assuntos posteriores, ela parte direto para o desenvolvimento da narrativa. Por possuir uma mitologia bastante original, no começo é um pouco complicado para você seguir a lógica das coisas, mas depois isso passa e a leitura flui normalmente.

E eu estou apaixonada pela escrita da Maggie Stiefvater e pelos personagens criados por ela. Blue e os garotos corvos, Gansey, Adam, Ronan e Noah, são personagens incríveis e únicos de sua própria maneira. Os personagens são tão diferentes, tão fora do comum que é meio impossível não se apaixonar por eles. A Blue é uma das minhas favoritas, ela não se importa em ser diferente e é segura de si e das suas convicções. A família dela é ótima, as minhas cenas são favoritas são as que se passam na Rua Fox nº 300, o lar das videntes da família Sargent.

Se em Os Garotos Corvos eu já fiquei chocada com o modo que a Maggie escolheu terminar o livro, em Ladrões de Sonhos eu fiquei mais chocada ainda. Eu realmente não estava esperando aquela reviravolta. Virei a página pensando, como assim ela terminou desse jeito? Agora estou mais que ansiosa para ler a sua continuação, Lírio Azul, Lírio Azul.

Livro: Ladrões de Sonhos
Autor (a): Maggie Stiefvater
Editora: Verus
Número de Páginas: 434
Classificação: 

0 comentários:

Deixe seu comentário