Resenha: Queen Of Shadows - Sarah J. Maas

Sinopse:

Sedenta por vingança dos dois homens responsáveis por destruir a sua vida, e desesperada para descobrir se o Príncipe e o Capitão estão a salvo, Celaena retorna à Rifthold. Ela aceitou a sua identidade como Aelin Galathynius, Rainha de Terrasen. Mas antes de poder clamar o seu trono, há verdades obscuras para serem descobertas e dívidas a serem pagas. Aelin precisa se manter escondida debaixo do seu manto de assassina e usar a sua força mortal como Celaena para prevenir que o Rei de Adarlan destrua o seu mundo. Só assim ela pode lutar pelo seu povo.

Deve ser a milésima vez que eu falo dos livros da Sarah aqui no blog. Não tem jeito, quando você gosta muito de uma coisa, você não consegue evitar falar dela. Queen of Shadows era um dos meus livros mais esperados do ano. Depois de ler Heir of Fire (que tem resenha aqui), eu estava super ansiosa para ver como a Sarah ia dar continuidade aos eventos ocorridos naquele livro. Preciso dizer que não fui nem um pouco decepcionada. É impressionante ver o quanto a série evolui ao decorrer dos livros. Definitivamente ela entrou para a minha lista de séries favoritas. 

Em Queen of Shadows, Celaena (agora Aelin) retorna para Rifthold, a capital de Adarlan. Ela busca vingança. Do seu antigo mestre, Arobynn, que ordenou o assassinato do Sam e a enviou para a servidão em Endovier; E do Rei de Adarlan, que assassinou toda a sua família e tirou o seu trono. Mas antes disso ela deverá se arriscar em uma missão praticamente impossível, que sem sombra de dúvidas é uma armadilha, para resgatar o seu primo Aedion, que está preso no castelo de vidro. Mas para isso, Aelin terá que pedir a ajuda de Arobynn. E claro isso virá com um preço.

Para que Chaol conseguisse escapar do castelo com vida, Dorian se sacrifica. Ele deixa que o seu pai coloque um colar no seu pescoço, que permite que o Rei possa controlar as suas habilidades e que um dos demônios Valg habitem o seu corpo. Sem ter para onde ir e não querendo abandonar o seu amigo, Chaol passa a integrar a causa rebelde. Como o Rei começou a caçar e prender todas as pessoas que possuem magia, os rebeldes passam a resgatar elas e impedir que elas sejam executadas todos os dias nas ruas de Rifthold. 

Aelin não voltou apenas em busca de vingança. Ela precisa achar as wyrdkeys e destruí-las, caso o contrário, o mundo dela estará correndo um grande perigo. Além disso ela deve achar uma maneira para libertar a magia, para conseguir seus poderes de volta. Só assim ela poderá lutar pelo seu trono e o seu povo.

No começo do livro eu achei que a leitura seria lenta, que não teriam muitos acontecimentos. Como eu estava enganada. O livro é gigante, mas a leitura dele é tão fluída que quando você vai perceber já está quase acabando.

A Aelin evoluiu tanto desde Trono de Vidro. É impressionante. Ela deixou de ser aquela assassina que tinha medo dos seus poderes e passou a ser uma verdadeira Rainha. Ela não tem medo de fazer sacrifícios pelo seu povo. Sem falar que ela é uma das personagens mais badass da literatura YA. 

Mas minha personagem favorita se tornou a Manon. Ela é uma bruxa Blackbeak. Ela foi criada para ser uma arma letal e mesmo assim ela não consegue ser a criatura cruel que a avó dela espera que ela seja. Adoro a relação dela com o Abraxos e com as suas companheiras. Mal posso esperar para ver como será a participação dela nos próximos livros, ainda mais pelo modo como Queen Of Shadows terminou.

Peguei uma birra do Chaol em QoS. Ele era um dos meus personagens favoritos, mas ele me irritou bastante nos primeiros capítulos. Já Dorian, que era um personagem que eu não ligava muito, ganhou minha simpatia depois de tudo o que ele passou e por um motivo que não posso falar porque seria um baita spoiler.

Adoro o relacionamento da Aelin com o Rowan, mas o fato dele querer proteger ela a todo momento me irritou um pouco. Migo, ela sabe se virar sozinha. Ela é a fire-breathing bitch-queen.

Achei o final surpreendente. Eu definitivamente não esperava que ele terminasse do jeito que terminou. Fiquei tão feliz quando soube que os livros serão adaptados para a TV. Eles definitivamente merecem. Mas até que isso aconteça, só me resta sofrer e esperar mais um ano pela continuação do livro D:

Livro: Queen Of Shadows
Autor (a): Sarah J. Maas
Editora: Bloomsbury Children
Número de Páginas: 672
Classificação: 

2 comentários:

  1. Oi Camila,

    Otima resenha. Voce por acaso sabe o nome do livro em Portugues?

    Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Paulo,

      O livro ainda não foi lançado aqui, provavelmente a tradução será Rainha das Sombras, mas como nada foi anunciado ainda não posso afirmar :D

      Excluir