Resenha: Lady Midnight - Cassandra Clare + Sessão de autógrafos

 Sinopse:

Em um mundo secreto onde guerreiros meio-anjo juraram lutar contra demônios, parabatai é uma palavra sagrada.
O parabatai é o seu parceiro na batalha. O parabatai é seu melhor amigo. Parabatai pode ser tudo para o outro – mas eles nunca podem se apaixonar.
Emma Carstairs é uma Caçadora de Sombras, uma em uma longa linhagem de Caçadores de Sombras encarregados de protegerem o mundo de demônios. Com seu parabatai Julian Blackthorn, ela patrulha as ruas de uma Los Angeles escondida onde os vampiros fazem festa na Sunset Strip, e fadas estão à beira de uma guerra aberta com os Caçadores de Sombras. Quando corpos de seres humanos e fadas começam a aparecer mortos da mesma forma que os pais de Emma foram assassinados anos atrás, uma aliança é formada. Esta é a chance de Emma de vingança – e a possibilidade de Julian ter de volta seu meio-irmão fada, Mark, que foi sequestrado há cinco anos. Tudo que Emma, Mark e Julian tem a fazer é resolver os assassinatos dentro de duas semanas … antes que o assassino coloque eles na mira.
Suas buscas levam Emma de cavernas no mar cheias de magia para uma loteria sombria onde a morte é dispensada. Enquanto ela vai descobrindo seu passado, ela começa a confrontar os segredos do presente: O que Julian vem escondendo dela todos esses anos? Por que a Lei Shadowhunter proíbe parabatais de se apaixonarem? Quem realmente matou seus pais – e ela pode suportar saber a verdade?

Lady Midnight era o livro mais esperado por mim para esse ano. Como eu estou em Dublin, consegui compra-lo no dia do seu lançamento. Achei que no momento em que eu o tivesse em mãos eu iria ler ele sem parar. Mas para minha surpresa, foi bem diferente. Como eu sabia que teria que esperar um bom tempo (sabe-se lá quanto) para ter a sua continuação, eu resolvi que iria ler ele mais devagar. Geralmente quando eu faço isso, eu acabo não aproveitando muito bem o livro, mas com Lady Midnight foi diferente. Mesmo tendo demorado mais de um mês para terminar ele, eu realmente amei a história. Toda a espera valeu a pena, pois eu gostei muito do livro. 

A nova trilogia, Os Artifícios das Trevas, se passa no Instituto de Los Angeles, 5 anos depois dos acontecimentos que finalizaram Os Instrumentos Mortais. Emma Carstairs perdeu os pais durante a guerra, mas ao contrário do que a Clave diz, ela não acredita que eles foram assassinados por Sebastian Morgenstern. Anos se passaram e ela continua a sua busca pelo assassino dos seus pais. Julian Blackthorn também teve grandes perdas com a guerra. Seu pai se tornou um dos guerreiros de Sebastian e foi assassinado. Seu irmão mais velho, Mark, se juntou à Wild Hunt. Sua irmã Helen, por conta da Cold Peace, foi mandada para longe e pode nunca mais voltar a sua casa.

Pelas ruas de Los Angeles, corpos de fadas e mundanos começaram a aparecer mortos da mesma forma que os pais de Emma foram assassinados. Um grupo de fadas apareceu no Instituto e propôs uma aliança, se os Caçadores de Sombras investigarem esses assassinatos e descobrirem o assassino, a Wild Hunt devolveria o Mark Blackthorn para a sua família. Mas com uma condição: eles deveriam fazer isso em até duas semanas.

Eu sabia que poderia esperar grandes coisas desse livro, porque a Cassie nunca me decepcionou. Mas definitivamente ela se superou nesse livro. Ela conseguiu aprimorar o universo dos Shadowhunters, trazer personagens das outras séries e ainda sim conseguir surpreender os leitores. Eu fiquei bastante surpresa com o final do livro. Geralmente eu não sou surpreendida, mas dessa vez eu fui.

Eu tinha muita implicância com a Clary, protagonista de Os Instrumentos Mortais, então estava com receio de que a Emma fosse igual a ela. Mas não. A Emma é completamente diferente. Eu nem sei se consigo escolher um personagem favorito desse livro (talvez o Mark ou a Cristina), porque eu realmente gostei de todos. 

Como eu já mencionei em um post anterior, eu estou fazendo intercâmbio na Irlanda. Um pouco antes de vir para cá, eu descobri que a Cassandra iria fazer uma sessão de autógrafos na cidade. Eu pirei. Comprei meu ingresso e fiquei esperando ansiosamente o dia. Esse foi o motivo de eu ter adiado a publicação desse post. Queria contar um pouco como foi o evento.

Antes da sessão de autógrafos, a Cassandra respondeu algumas perguntas sobre Lady Midnight e sobre os próximos livros do universo dos Shadowhunters. No total serão 5 séries: Os Instrumentos Mortais, As Peças Infernais e os Artifícios das Trevas (que já foram publicados), mais The Last Hours e The Wicked Powers (que ainda não foram publicados). A sequência de Lady Midnight se chamará Lord of Shadows, ela adiantou no evento que veremos bastante de Magnus e Alec nesse livro, além de vermos as cortes Seelie e Unseelie.

Não consegui tirar muitas fotos do evento porque minha bateria estava no fim. A qualidade das fotos também não está lá essas coisas porque foram tiradas com o meu celular.



A Cassandra estava autografando apenas os exemplares de Lady Midnight e mesmo assim era apenas um por pessoa. Quando contei que era do Brasil ela fez questão de assinar o meu outro livro. Fiquei tão feliz. Ela realmente é um amor de pessoa. A experiência foi incrível e eu amei ter visto de perto uma das minhas autoras favoritas <3

Livro: Lady Midnight
Autor (a): Cassandra Clare
Editora: Margaret K. McElderry Books
Número de Páginas: 668
Classificação:

 

0 comentários:

Deixe seu comentário