Diário do Mochilão: Budapeste - Hungria

Budapeste é a capital e a cidade mais populosa da Hungria. Budapeste fica às margens do rio Danúbio e surgiu em 1873 a partir da fusão das cidades de Buda e Peste. Ao contrário de Praga, Budapeste é uma cidade bem grande, a sexta maior da União Europeia, e os pontos turísticos estão mais afastados. A moeda oficial, o Florim Húngaro, também está mais desvalorizada que o euro, então como Praga, é um bom destino para quem não quer gastar muito.

Eu tive o azar de ficar doente enquanto estive em Budapeste. Então resolvi comprar um daqueles passeios turísticos de ônibus. O meu era válido por dois dias e eu consegui visitar todos os pontos turísticos que eu queria.

Ponte das correntes
A ponte das correntes, ou Ponte Széchenyi Lánchíd, é uma das pontes que atravessam o Danúbio entre Buda e Peste e é uma das mais bonitas também. Dali é possível ver o Castelo de Buda, O Parlamento e o Bastião dos Pescadores.


Castelo de Buda
Há duas maneiras de se chegar ao Castelo de Buda: subindo as escadas ou pegando um funicular. O Castelo era sede da monarquia Húngara e hoje é um dos Patrimônios da Unesco. Por ficar no alto da colina, ele tem uma vista espetacular de Budapeste. Vale a pena a visita.

Dali, caminhando alguns quarteirões, chegamos a Igreja de São Matias e o Bastião dos Pescadores.  O Bastião dos Pescadores recebeu esse nome por conta da guilda de pescadores responsáveis por defender essa parte da cidade durante a Idade Média. Do Bastião é possível ver o prédio do Parlamento, um dos prédios mais bonitos de Budapeste.

Igreja de São Matias

Parlamento Húngaro

Bastião dos pescadores

A Praça dos Heróis fica localizada no final da Avenida Andrássy, considerada a Champs-Élysées de Budapeste.  No centro da praça está o Memorial do Milênio, com estátuas dos líderes das tribos magiares que fundaram a Hungria no século IX.

Praça dos Heróis
Os sapatos no Danúbio é um monumento criado em honra as pessoas (a maioria judeus húngaros), que foram mortos pelo partido fascista Cruz Flechada (Arrow Cross Party) durante a Segunda Guerra Mundial. Foram ordenadas as vítimas que tirassem seus sapatos e foram assassinadas as beiras do rio, para que ele carregasse seus corpos. O memorial representa os sapatos deixados para trás pelas vítimas.

O Parlamento de Budapeste é um dos prédios mais bonitos da cidade. Ali se reúne a Assembleia Nacional da Hungria. O edifício tem 18000 metros quadrados, 700 salas e gabinetes, 27 entradas. Estima-se que foram gastos em sua construção mais de 40 milhões de tijolos, meio milhão de pedras preciosas e 40 quilos de ouro.

Um dos meus lugares preferidos em Budapeste foi o New York Cafe. O café foi inaugurado em 1894 e é considerado um dos cafés mais bonitos do mundo. O seu interior é todo de mármore, bronze e veludo. O lugar é maravilhoso, mas não bastasse isso, a comida é ótima também. Vale super a pena a visita.



Próxima parada? Barcelona.   

0 comentários:

Deixe seu comentário