Meus livros favoritos de 2016

Todos os anos eu faço um post falando sobre os meus livros favoritos lidos naquele ano. Esse ano por conta do meu intercâmbio e das minhas viagens, eu não consegui ler o tanto quanto eu queria. Porém, li livros ótimos. Escolhi os meus cinco favoritos para falar nesse post.

 1º Lugar: Crooked Kingdom - Leigh Bardugo
Esse sem dúvida foi o meu livro favorito de 2016. Eu sempre gostei da escrita da Leigh, mas nessa duologia ela se superou. Ela conseguiu aprimorar o universo criado por ela na Trilogia Grisha e transformá-lo em algo ainda mais incrível. E os personagens? Incríveis, são meus queridinhos.

Kaz Brekker e sua tripulação fizeram um roubo tão ousado que nem eles achavam que iriam sobreviver. Mas em vez de dividir uma farta recompensa, eles estão de volta a lutar pelas suas vidas. Traídos e desfalcados pelo sequestro de um membro valioso do time, a equipe está com poucos recursos, aliados e esperança. Conforme forças de todo o mundo vão até Ketterdam para extrair os segredos da perigosa droga conhecida como jurda parem, velhos rivais e novos inimigos emergem para desafiar a astúcia de Kaz e testar a frágil lealdade do time. Uma guerra irá se travar nas ruas escuras da cidade – uma batalha por vingança e redenção que irá decidir o destino da magia no mundo Grisha.
Resenha dele aqui no blog: http://www.cidadedascerejas.com/2016/12/resenha-crooked-kingdom-leigh-bardugo.html

 2º Lugar: Corte de Névoa e Fúria - Sarah J. Maas
Já falei aqui milhares de vezes que a Sarah J. Maas é uma das minhas autoras favoritas, então claro que um livro dela apareceria nessa lista. A sequência de Corte de Espinhos e Rosas foi fantástica. Mal posso esperar para ler o terceiro volume dessa série.

Feyre sobreviveu às garras de Amarantha e conseguiu voltar para a Corte da Primavera, mas a um custo alto. Embora ela tenha agora os poderes de um High Fae, seu coração permanece humano e não pode esquecer as coisas terríveis que teve que fazer para salvar o povo de Tamlin. Feyre também não esqueceu a sua barganha com Rhysand, High Lord da temida Corte da Noite. Conforme Feyre se Aventura em uma escura rede de políticas, paixões e um deslumbrante poder, um mal maior se aproxima e ela pode ser a chave para pará-lo. Mas só se ela puder utilizar suas habilidades, curar sua alma danificada e decidir como ela deseja moldar o seu futuro e o futuro de um mundo dividido em dois.
Resenha dele aqui no blog: http://www.cidadedascerejas.com/2016/06/resenha-court-of-mist-and-fury-sarah-j.html

 3º Lugar: The Invasion of The Tearling - Erika Johansen
Essa trilogia tem uma das personagens femininas mais incríveis que eu já li. A protagonista, Kealsea, torna o livro mais fantástico do que ele já é. Precisamos desse livro lançado aqui o mais rápido possível. Todo mundo tem que ler essa belezura.

A cada dia que passa, Kelsea Glynn está vendo suas responsabilidades como Rainha de Tearling crescerem. Ao parar os carregamentos de escravos para o reino vizinho de Mortmesne, ela entrou em conflito com a Rainha Vermelha, uma líder brutal cujos poderes derivam de magia negra. Agora ela está enviando seu exército para Tearling para pegar de volta o que é dela. E nada irá parar a invasão.
Resenha dele aqui no blog: http://www.cidadedascerejas.com/2016/11/resenha-invasion-of-tearling-erika.html

 4º Lugar: Dama da Meia-Noite - Cassandra Clare
Cassandra Clare é uma das minhas autoras favoritas. Esse livro foi ainda mais especial para mim porque tive a oportunidade de ir em uma sessão de autógrafos com a autora enquanto estive em Dublin.

Em um mundo secreto onde guerreiros meio-anjo juraram lutar contra demônios, parabatai é uma palavra sagrada. O parabatai é o seu parceiro na batalha. O parabatai é seu melhor amigo. Parabatai pode ser tudo para o outro – mas eles nunca podem se apaixonar. Emma Carstairs é uma Caçadora de Sombras, uma em uma longa linhagem de Caçadores de Sombras encarregados de protegerem o mundo de demônios. Com seu parabatai Julian Blackthorn, ela patrulha as ruas de uma Los Angeles escondida onde os vampiros fazem festa na Sunset Strip, e fadas estão à beira de uma guerra aberta com os Caçadores de Sombras. Quando corpos de seres humanos e fadas começam a aparecer mortos da mesma forma que os pais de Emma foram assassinados anos atrás, uma aliança é formada. Esta é a chance de Emma de vingança – e a possibilidade de Julian ter de volta seu meio-irmão fada, Mark, que foi sequestrado há cinco anos. Tudo que Emma, Mark e Julian tem a fazer é resolver os assassinatos dentro de duas semanas … antes que o assassino coloque eles na mira. Suas buscas levam Emma de cavernas no mar cheias de magia para uma loteria sombria onde a morte é dispensada. Enquanto ela vai descobrindo seu passado, ela começa a confrontar os segredos do presente: O que Julian vem escondendo dela todos esses anos? Por que a Lei Shadowhunter proíbe parabatais de se apaixonarem? Quem realmente matou seus pais – e ela pode suportar saber a verdade?
Resenha dele aqui no blog:http://www.cidadedascerejas.com/2016/04/resenha-lady-midnight-cassandra-clare.html

 5º Lugar: A Maldição do Vencedor - Marie Rutkoski
Mais um livro com uma personagem feminina incrível. Kestrel, personagem principal, ao contrário das mocinhas dos livros de fantasia não possui poderes extraordinários, mas ela é extremamente inteligente e usa isso para superar seus pontos fracos. Esse livro aborda muito mais questões políticas do que qualquer outra coisa e isso fez com que ele fosse tão bom.

Kestrel quer ser dona do próprio destino. Alistar-se no Exército ou casar-se não fazem parte dos seus planos. Contrariando as vontades do pai — o poderoso general de Valória, reconhecido por liderar batalhas e conquistar outros povos –, a jovem insiste em sua rebeldia. Ironicamente, na busca pela própria liberdade, Kestrel acaba comprando um escravo em um leilão. O valor da compra chega a ser escandaloso, e mal sabe ela que esse ato impensado lhe custará muito mais do que moedas valorianas. O mistério em torno do escravo é hipnotizante. Os olhos de Arin escondem segredos profundos que, aos poucos, começam a emergir, mas há sempre algo que impede Kestrel de tocá-los. Dois povos inimigos, a guerra iminente e uma atração proibida… As origens que separam Kestrel de Arin são as mesmas que os obrigarão a lutarem juntos, mas por razões opostas.
Resenha dele aqui no blog: http://www.cidadedascerejas.com/2016/05/resenha-winners-curse-marie-rutkoski.html

Quais foram os seus livros favoritos desse ano?

0 comentários:

Deixe seu comentário